segunda-feira, 24 de setembro de 2012

OBESIDADE: Até quando serei saudável?


Oláaaaa meus amooores,



Me assustei quando olhei que meu último post foi em Maio/12, pensei, chega de deixar o blog acumulando poeira, tava na hora de escrever e eu tava morrendo de saudade de todas minhas seguidoras e principalmente desse meu portal de comunicação direta com vocês, que me admiram, me acompanham e lêem meu blog.
Como muitas aqui já sabem, eu dei uma afastadinha do mundo plus size, pra refletir, colocar algumas coisas nos lugares, aquela velha história de "arrumar a casa" sabe? Foi bem assim...
Ao longo desses 4 anos, as coisas foram acontecendo tão rápido que nunca parei pra pensar e analisar algumas coisas, uma hora a vida cobra né gente? Então conheci pessoas maravilhosas, fiz amizades pra vida toda, colegas de profissão e meia dúzia de decepções, mas faz parte e eu já sou vacinada. rsrs!

Mas hoje, venho abordar um assunto polêmico, mas acredito na importância de falar sobre este assunto e como meu blog é um espaço democrático, onde eu falo e você pode comentar concordando ou não, fiquem à vontade caso queiram se manifestar, a sua opinião será respeitada e muito bem vinda, sempre!



Eu cansei... Sabe aquele discurso da obesidade saudável? Eu não concordo! Acredito que há gordas saudáveis, sim!
Existem obesas saudáveis? Talvez! Eu sou saudável? Sim, até onde sei. Aí que muda tudo. Até um tempo atrás eu responderia que sou saudável, mas como posso saber que estou totalmente saudável? Fazendo exames anuais e vendo que minhas taxas de sangue, urina, pressão arterial, glicose, estão ok? É isso que eu faço e se for seguir por isso, eu estou saudável, todas taxas maravilhosas, melhor que de muito magrinho por aí, segundo meu médico.
Mas será que esses exames são suficientes para diagnosticarem que você não tem nenhuma doença associada à sua obesidade? A resposta é : NÃO! Quantas gordinhas vocês conhecem que reclamam de dor lombar, dor nas pernas, dor nos joelhos etc?
E aquelas doenças que se agravam e são assintomáticas ( sem presença de dor )?
Já ouviu falar em: Esteatose Hepática? É a conhecida gordura no fígado e a ultrassonografia total do abdômen é o exame que mostra se há uma esteatose e eu que faço exames anuais há 8 anos seguidos, nunca me solicitaram este exame. Ou seja, assim como eu, quantas acreditam que estão saudáveis e de repente possam estar com gordura no fígado? E não vai muito longe, uma amiga minha precisou realizar o tal exame e acabou descobrindo que está com gordura no fígado e ela nem é do tipo obesa. Ou seja, somos mesmo saudáveis? Ainda não pude realizar o exame, mas em breve descobrirei se de fato estou saudável. Porque até então, a resposta continuará sendo: Sim, até onde eu sei !

São inúmeras doenças que a obesidade pode acarretar, muitas delas não são diagnosticadas com exames de rotina. E vejo muitas mulheres obesas dizendo estar saudável, será mesmo? Porque no meio plus size parece existir só gorda e obesa saudável, fico me perguntando onde estão as gordas das estatísticas realizadas pelas faculdades, equipes de medicina, que são hipertensas, diabéticas, com alguma co morbidade associada a obesidade, por onde elas andam? Porque conheço SOMENTE DUAS meninas que relataram ter algum problema de saúde relacionado ao peso no meio plus size.

 Tudo isso levantou uma questão pertinente pra mim, acredito que seja importante compartilhar e analisar a obesidade como uma questão que vai além dos padrões, preconceitos ou estética; E sim, observar pelo ponto de vista da SAÚDE. Todo mundo tá cansado de saber e ver, que desde 2008 quando entrei para o mundo plus, engordei pacassss, me sinto muito mais pesada, mais cansada e hoje eu sou obesa e por isso questiono se é possível estar 100% saudável, justamente por pensar da forma como estou citando acima.

Ok! Você foi lá fez todos os exames que possam existir, fez aqueles check up tipo pré operatório com bilhões de exames e constatou, eu sou SAUDÁVEL! Que ótimo, né? Isso é maravilhosoooo! Descobrir que seu peso, sua obesidade, não atingiu sua saúde, que você é uma gorda saudável. É algo que merece até ser comemorado! o/

Agora levanto outra questão, mesmo diante dos resultados positivos dos exames, continua sendo pertinente pra mim: " Até quando serei saudável? " Muitas, podem acreditar que seja pessimismo, eu chamo isso de realismo. Não tô aqui pra me iludir, muito menos iludir minhas amadas leitoras do meu humilde bloguinho. Aprendi com um médico, que nosso corpo é uma máquina, imaginem uma máquina com funcionamento normal, assim é nosso corpo. No momento em que está "máquina" começa a receber sobrecarga e cada vez mais vai ficando sobrecarregada, mais pesada, uma hora a "máquina" vai reclamar, vai começar a dar probleminhas. Assim é nosso corpo e não precisa ser muito inteligente pra saber que isso é muitoooooo verdade!

 Claro que vocês não irão sair por aí desesperadas, querendo fazer todos exames, dietas malucas, remédios, não! Não precisa de nada disso. O primeiro passo é ter calma e agir com a razão e muita inteligência. Você não vai deixar de ser feliz e se amar pelo simples fato de ADMITIR que você precisa emagrecer.
Assim, como você nunca assinou nenhum contrato de “Gorda Forever”, pois sei de muitas que ainda insistem em permanecer gordas, por se sentirem pressionadas pelo meio plus size, pelo amoooooooor né gente?
Emagrecer nunca fez mal, pelo contrário, qual mulher não se sente mais bonita quando percebe que emagreceu? Nem que seja 300 gramas..rsrs?
É difícil? É, e muitooooooo e eu tô na luta e sei o quanto é difícil. Mas sabe o que me encoraja? Exemplos como o da modelo plus size e atriz Hanna Perez, conhecem? Hanna é uma baiana linda de viver que perdeu 45 kg só mudando os hábitos alimentares e atividade física, sem remédios, sem cirurgia e é um grande exemplo para todas nós. Ela tem até um blog super bacana onde ela conta de uma forma super espontânea e descontraída um pouco da sua história, caso você queira segui-la é só Clicar AQUI e se inspirar... =D

O importante é encarar obesidade como um assunto mais sério e não somente como um preconceito, porque parece que a quebra do preconceito se tornou mais importante do que ter uma vida saudável. O “discurso da aceitação” hoje tá muito mais parecido com uma apologia à obesidade “disfarçada” de “quebra de padrões”. Cuidado! Até onde você está se iludindo com uma falsa saúde e até onde você é de fato saudável?
Porque viver enganando os outros é fácil, agora viver se enganando só irá adiar um problema que você e mais ninguém terá que carregar mais tarde.
Não espere os problemas aparecerem para você decidir se cuidar, cuide-se para que os problemas não apareçam.
Se amar e aceitar-se vai além do exterior, a mudança começa dentro de você. E a sua saúde será sempre prioridade.

Cuide-se e sinta-se bem...Sempre!


Beijoooosss

By Cris Miranda



4 comentários:

Deborah Pontes disse...

Nossa Cris, olhando por esse lado você está coberta de razão!Realmente eu vejo muitas gordinhas dizerem que são super-saudáveis no face, de verdade! Eu mesma confesso que estou fugindo dos exames de rotina, e sei que os preciso fazer urgentemente, e sinto que não estou 100%!!! Não me afirmo saudável, pois sei que tenho andado relaxada com minha saúde, inclusive na prática de exercícios físicos e na alimentação, que é o primordial para ter uma vida saudável independente de estatura física ou biotipo!!! Adorei a matéria, isso é um alerta para todas as GORDINHAS, excelente análise crítica!!!

Anônimo disse...

Muito boa como sempre. Como minha mãe costuma dizer: "tá pra nascer" uma pessoa tão inteligênte assim!
É certo e você mais do que ninguém está ai para provar, que uma gordinha pode ser tão linda, gostosa ,estilosa e tudo mais tanto quanto qualquer outra mulher. O que é mais legal e inteligênte, foi você tocar nesse assunto que muitos preferem acobertar.
Quando lançar seu livro, não esqueça de me comunicar sobre a tarde de autografos!;)

Aline Carvalho disse...

Olá Cris, vim aqui ver sua atualização e dei de cara com esse post, que cai como uma luva pra mim! Concordo com tudo e inclusive está me ajudando muito a compreender o meu ponto de vista atual, que é a saúde. Vc sabe que fiquei dodói, apesar de não ser algo relacionado à obesidade (visícula), o meu cirurgião me aconselhou de que eu preciso perder peso.
Então vamos que vamos! E leituras como essa me ajudam e me dão força, obrigada!
Um beijo querida, vc sabe que está no meu coração !

Alex Costa disse...

Você sempre manda bem, ssempre. Sou eu, mulher...rsrsrs....contente por sua postagem, tb penso a mesma coisa....e de gordinhas eu entendo.....beijos!!!!!!!!!

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!!

Copyright © 2011 Cris Miranda | Design by: Alan Designs